Privatização no Brasil é a solução. Para poucos

Toda vez que há notícia sobre privatização uma clareira se abre. Em lados opostos se posicionam os entusiastas e os contras que se debatem em discussões furiosas sem perceber que ambos os lados tem alguma razão, mas não cem por cento dela.

A priori não sou contra privatizações. inclusive, todos os meus salários até hoje vieram de instituições privadas. Porém, acredito que a defesa das privatizações no Brasil como remédio para a corrupção só pode passar na cabeça de quem esteve doente e/ou afastado do noticiário nacional há pelo menos dois anos.

Não é necessário sequer citar as empresas mais óbvias mencionadas à exaustão na Lava Jato. Basta uma busca por Zelotes + Carf e veremos uma lista de companhias privadas envolvidas em ações no mínimo suspeitas.

No mesmo raciocínio ou também seguindo o rastro das operações policiais, também é impossível afirmar por aqui que uma empresa amarrada aos braços do Estado é antídoto para tramoias e esquemas, inclusive envolvendo o setor privado.

Também é impossível afirmar por aqui que uma empresa amarrada aos braços do Estado é antídoto para tramoias e esquemas

Mas há, ainda, um outro argumento forte para se defender a privatização: eficiência. Para confirmar esse raciocínio, volta-se um pouco no tempo para lembrar o sucesso das privatizações das teles que colocou um (ou mais) celulares e linhas telefônicas na mão de cada brasileiro.

Penso que é preciso muita fé e uma boa dose de tolerância para considerar que as companhias telefônicas no Brasil oferecem um serviço razoável. Quando comparado a outros países, fica evidente que aquilo que se entrega aqui é muito aquém e ainda por cima caro. Temos o minuto de ligação mais caro do mundo, setenta vezes maior que o da Coréia do Sul.

Quanto à massificação dos celulares, pra mim é um repeteco do que aconteceu com o rádio, com a televisão e com o azeite extravirgem. No capitalismo interessa que mais pessoas possam consumir. Inevitável, portanto.

É realmente difícil me convencer de que nas telefonias alcançamos um serviço eficiente, como reza a cartilha privatizadora que leio por aí.

Defender a ideia de privatização baseado na concepção liberal de um americano ou inglês é bacana, soa bem, mas ignora a realidade brasileira. Privatização por aqui é repartir um bolo entre amigos que nos governam. O modelo é sempre mal concebido, as contrapartidas para as empresas são mínimas e a fiscalização que se sucede é frouxa.

Privatização por aqui é repartir um bolo entre amigos que nos governam

Uma empresa que devastou a cidade de Mariana é fruto da privatização. As punições por incompetência e omissão foram brandas ou inexistentes. Eficiência para quem?

O Estado brasileiro não só privatiza como ainda faz carinho em quem desagrada e maltrata cidadãos. Pior para quem é sempre largado à margem de um processo no qual deveria ser o maior beneficiário.

Estatais ou não, os lucros das maiores empresas do Brasil são sempre privados. E privatizar por aqui só é solução para os mesmos poucos de sempre.

________________________________________________________

Como você gosta de ler, conheça também meu canal no YouTube.

Focaccio

Consultor de comunicação e produtor de conteúdo, eleito Top Voice do LinkedIn em 2019. Já atuei como assessor de imprensa, social media, community manager, editor de conteúdo e BI. Trabalhei em grandes agências de Relações Públicas e Marketing Digital onde aprendi a resolver problemas em pouco tempo, a correr riscos e a produzir conteúdo com o menor tempo e custos possíveis. Há dois anos decidi trabalhar como profissional independente para empresas e executivos. No último ano realizei trabalhos para grandes empresas como Facebook (Ideal H+K) e LinkedIn (In Press Porter Novelli) e dei treinamentos para empresas como Grupo Boticário, Whirlpool, J&J Medical Devices, Cultura Inglesa, entre outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s