Três palavras em trinta dias

Planejamento, liderança e propósito. Elas são usadas à exaustão, principalmente no meio profissional. Mas possuem diferentes significados para cada pessoa. Depois de um mês (talvez, perdi a conta) em quarentena, procurei um sentido para o que essas palavras dizem agora. 

Planejamento

Ao longo de um mês confinado é obrigação fazer reflexões úteis para daqui em diante. Uma delas diz respeito exatamente ao “daqui em diante”. Cada vez mais planejamentos em longo prazo soam perigosos em um mundo que muda muito e tão rápido. É prudente deixar a conjugação do verbo no pretérito “o mundo mudou” e usar o gerúndio sem medo de ser julgado: “o mundo está mudando”.

Planejamento é necessário, mas talvez a gente tenha que se concentrar menos no horizonte quando não temos controle nem com o que está um pouco além do parabrisa. Ficou mais fácil entender porque culturas milenares praticam a meditação que tem como base o foco no momento presente. Certa vez li um provérbio iídiche que diz algo como: Deus ri quando você faz planos. Nada é mais cabal para alterar planejamentos do que a morte ou o medo de morrer. 

É prudente deixar a conjugação do verbo no pretérito “o mundo mudou” e usar o gerúndio sem medo de ser julgado: “o mundo está mudando”.

Liderança

É paradoxal, mas quando o mundo pega fogo, abre-se uma clareira. Sem a fumaça do dia a dia é possível enxergar quem são os verdadeiros líderes. Há os adeptos do “salve-se quem puder”, há aqueles que tentam apenas garantir a própria sobrevivência e fazem o mesmo que já faziam antes: bajulam os poderosos e são duros e exigentes com os subordinados. E há os piores: os que tentam se beneficiar com a desgraça coletiva. Felizmente há também quem realmente consegue direcionar as pessoas para o bem comum ao oferecer tranquilidade e confiança. 

No mundo despontaram importantes comandantes em nações como Nova Zelândia, Taiwan, Coreia do Sul e Alemanha que não desprezaram o vírus e fizeram o possível para o bem-estar coletivo. E há também o oposto em grande quantidade como infelizmente podemos ver de perto. É assim no nossos trabalho. Líderes ineptos pioram uma situação já ruim. Se ao cobrar resultados, seu chefe ignorou a situação que vivemos, bingo. Você percebeu que ninguém se torna um líder ao receber um cargo de liderança. Barack Obama em seu mais recente pronunciamento afirmou: um líder precisa ter conhecimento, experiência, honestidade, humildade, empatia e elegância. Durante uma grande crise, a presença ou a falta dessas características ficam bem mais evidentes. 

Propósito

Esse é um dos casos em que uma palavra de tão repetida perde seu verdadeiro significado. Ao tirar o lixo todos os dias pensei como seria a vida em meio a uma pandemia e ainda sem aqueles que trabalham para limpar uma São Paulo inteira. Profissionais de limpeza também são profissionais da saúde. E quando o bicho pega, é fácil ver quais profissões realmente fazem falta. Ou seja, quais realmente têm um propósito. Também é uma boa hora para se perguntar por que muitas delas são tão mal remuneradas. Para quem achava difícil encontrar um propósito no trabalho, é uma lição acompanhar enfermeiros, médicos, infectologistas, profissionais da limpeza, entregadores, caixas de mercados, motoristas, feirantes, açougueiros, farmacêuticos, frentistas, porteiros, seguranças, policiais, jornalistas e todos aqueles que nesse momento difícil prestam serviços essenciais. Todos merecem o reconhecimento por, de fato, terem uma missão a cumprir. Propósito é servir.

Leia outros artigos meus publicados no LinkedIn

Focaccio

Consultor de comunicação e produtor de conteúdo, eleito Top Voice do LinkedIn em 2019. Já atuei como assessor de imprensa, social media, community manager, editor de conteúdo e BI. Trabalhei em grandes agências de Relações Públicas e Marketing Digital onde aprendi a resolver problemas em pouco tempo, a correr riscos e a produzir conteúdo com o menor tempo e custos possíveis. Há dois anos decidi trabalhar como profissional independente para empresas e executivos. No último ano realizei trabalhos para grandes empresas como Facebook (Ideal H+K) e LinkedIn (In Press Porter Novelli) e dei treinamentos para empresas como Grupo Boticário, Whirlpool, J&J Medical Devices, Cultura Inglesa, entre outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s